Quero compartilhar com você neste post como eu sai dos trilhos para viver como nômade digital e como eu descobri que poderia trabalhar como gestora virtual, de forma remota. O meu objetivo é mostrar para você que é possível trabalhar no que você ama e ainda ter a oportunidade de morar em cada cantinho do mundo.

Trabalhar remotamente
Trabalhar com o que ama de forma remota

Tinha uma carreira perfeita, mas faltava algo…

Em 2016 eu estava em um momento muito bom na minha carreira. Trabalhava no Atacadão que é uma multinacional na área de atacado e varejo e tinha assumido uma das posições mais privilegiadas da Regional Norte.

Atuava como gestora administrativa regional, sendo responsável por uma equipe de 10 supervisores administrativos que atuavam nas filiais do Pará, Amazonas, Amapá e Roraima. Cada loja contava com 200 a 300 funcionários diretos.

Minha rotina diária era focada em redução de custos, estratégias para atrair receitas, gestão de pessoas, criação e manutenção de processos, criação e acompanhamento de budget, análise de KPI’s, entre outras atividades.

Se eu era feliz? Sim. Se a rotina era estressante? Sim. Na maioria das vezes, tinha hora para começar, mas não para concluir o dia. Além disso, precisava viajar constantemente para auditar as filiais e está mais próxima dos meus supervisores.

Com esse trabalho consegui comprar um bom carro e financiar um apartamento. Se eu sou agradecida por tudo que aprendi durante todos os anos que trabalhei nessa empresa? Muito, mas faltava algo!

Chegou o momento de tomar uma decisão

Trabalho na Avon
Me dividia entre trabalho home office e viagens para o interior

A vontade de viajar o mundo me rondava constantemente, desde que fiz intercâmbio na Irlanda em 2012. Portanto, eu sabia que a qualquer momento esse desejo seria mais forte do que eu.

Sim! Eu sou uma Wanderlust!

E foi o que aconteceu. No início de 2017, procurei conhecer mais sobre o termo “nômade digital”e me aprofundei no assunto. Decidi que era isso o que eu queria para minha vida daquele momento em diante.

Porém, eu precisava entender se trabalhar home office era algo que eu conseguiria me adaptar, visto que sempre trabalhei dentro de escritório. Foi nesse momento que tomei uma difícil decisão: sai do Atacadão e fui trabalhar na Avon (outra grande multinacional).

A função que eu assumi na Avon me permitia trabalhar home office uma boa parte do dia. Dessa forma, eu tinha mais flexibilidade para organizar minha rotina. E não é que me adaptei facilmente?

Na verdade, nunca tive dificuldades para me adaptar em qualquer lugar. Mas eu precisava ter certeza que o estilo nômade era para mim porque minha vida mudaria completamente a partir do momento em que colocasse o pé no mundo.

Mas eu ainda precisava enfrentar alguns desafios!

Infelizmente, o trabalho na Avon não me permitia viajar, apenas exercer a função home office. Portanto, eu tinha um grande desafio pela frente que era encontrar uma atividade que eu pudesse desenvolver de forma remota.

Encontrei a oportunidade na minha formação: Comunicação. Depois de me inscrever em diversas plataformas, comecei a atuar como Redatora Freelancer paralelo ao meu trabalho na Avon.

Em dezembro de 2017, comprei o livro “Nômade Digital” do Casal Partiu e bati o martelo que no início de dezembro de 2018 eu começaria uma vida de nômade digital. Mais uma vez tive que abrir mão de uma ótima função, dessa vez na Avon.

“Nômade Digital” foi o livro que realmente me inspirou!

Resolvi me manter apenas dos trabalhos como Redatora Freelancer. Por isso, tive que reduzir todos os meus custos mensais e abrir mão de muita coisa. Mas eu estava tão feliz porque pela primeira vez eu me sentia dona de mim, mais do que nunca estava me sentindo uma mulher empoderada.

Precisava me organizar para o novo estilo de vida

Chegada em Portugal
Primeiros dias em Portugal. Vila Nova da Barquinha – Portugal

O ano de 2018 foi para me organizar para o novo estilo de vida que tinha decidido assumir, além de aproveitar para entrar de cabeça no trabalho. Resolvi deixar toda minha experiência profissional e conhecimentos na área administrativa/comercial guardados em uma caixinha.

Eu sabia que um dia precisaria dessa caixinha, só não imaginava que seria tão rápido!

No dia 08/12/2018 lá fui eu embarcar para o meu primeiro destino: Portugal. Mantive minha rotina de trabalho, sem deixar de aproveitar tudo o que o país tinha a me oferecer. Conheci algumas cidades, fiz muitos amigos e vivi experiências únicas.

Entretanto, foi em Portugal que descobri que eu não poderia desperdiçar toda a experiência profissional e conhecimentos adquiridos durante 15 anos trabalhando em multinacionais.

Enfim a descoberta de uma “nova” quase “velha” profissão!

Mas como isso aconteceu? Eu já tinha visto algumas informações sobre o trabalho de Assistente Virtual, mas não sabia como esse mercado estava em plena ascensão. Uma carreira que surgiu nos EUA estava se espalhando pelo mundo todo.

Em Portugal, tive a oportunidade de conhecer o trabalho de algumas pessoas e perceber que eu tinha todas as qualificações necessárias para atuar na área, mas com uma grande vantagem: experiência em gestão.

Surge então a UP Gestão Virtual!

UP Gestão Virtual
Fundei a UP Gestão Virtual

A partir desse momento, decidi apostar e investir na Gestão Virtual fundando a UP Gestão Virtual. O meu objetivo é mostrar para empreendedores, profissionais liberais, startups, freelancer, pequenas e médias empresas que é possível otimizar seu tempo, delegando as mais diversas tarefas para um profissional especializado.

55% do tempo dos gestores é consumido por atividades burocráticas. Acredite!

As atividades desenvolvidas podem ser as mais variadas, mesmo aquelas que estão relacionadas à gestão do negócio. Entre os serviços que posso oferecer estão a gestão administrativa, financeira, viagens, mídias sociais e comunicação, criação de processos e assistência pessoal.

Dessa forma, o empresário consegue ter mais tempo para focar em suas prioridades, criar as melhores estratégias para alavancar seu negócio e acompanhar o sucesso da sua empresa.

Não deixei de lado meu trabalho como Redatora, pois está incluso dentro dos serviços prestados pela UP Gestão Virtual, mas agora consigo acrescentar outras atividades das quais tenho total competência para realizar, além de ampla experiência.

Como estou agora…

Sófia - Bulgária
Como estou agora. Montanha Vitosha em Sófia – Bulgária

Nesse momento eu me encontro em Sófia na Bulgária, feliz e plena por ter feito uma escolha tão acertada. Continuo trabalhando de forma remota com muito profissionalismo, comprometimento e responsabilidade.

Fico por aqui até o dia 01/04. Como não tenho um roteiro totalmente planejado, vou seguindo minha intuição, avaliando os riscos e custos. O próximo destino? Ainda não sei, mas quando tiver certeza compartilho com você!

As ferramentas de trabalho seguem em uma mochila e tudo o que tenho segue em duas pequenas malas. Mas preciso urgentemente desapegar para viajar apenas com uma bagagem de mão. E o resto? Nas lembranças e no coração!

Às vezes nós demoramos demais para tomar uma decisão porque temos muito medo de sair da zona de conforto e pensar fora da caixinha. Por conta disso, resolvi compartilhar a minha experiência de como eu sai dos trilhos. Saia dos trilhos você também!

Gostou do post? Então segue a gente nas principais redes sociais. Saindo dos Trilhos está presente no Facebook e Instagram.


Sair dos Trilhos

Hospedagem: Booking.com, Hoteis.com e Airbnb

Transporte: Passagens promo, Skyscanner e GoEuro

Seguro: Seguros promo e Real Seguros

Passeios e Ingressos: GetYourGuide

Câmbio: Transferwise

Categories: Nomadismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *